sábado, 2 de maio de 2009

DIA DA MÃE

Para Sempre
Por que Deus permite que as mães se vão embora?
Mãe não tem limite, é tempo sem hora,
luz que não apaga
quando sopra o vento e chuva desaba,
veludo escondido na pele enrugada,
água pura, ar puro, puro pensamento.
Morrer acontece com o que é breve
e passa sem deixar vestígio.
Mãe, na sua graça, é eternidade.
Por que Deus se lembra — mistério profundo —
de tirá-la um dia?
Fosse eu Rei do Mundo, baixava uma lei:
Mãe não morre nunca,
mãe ficará sempre junto de seu filho
e ele, velho embora,
será pequenino feito grão de milho.
Carlos Drummond de Andrade, in 'Lição de Coisas'

5 comentários:

Lidia Lavores disse...

Olá minha querida amiga...
Lindo poema...
Minha querida muito obrigado pelos parabéns e pelas palavras tão carinhosas...É por existirem pessoas como tu, em muitos momentos da nossa vida nos dão força para lutar e continuar...
O meu muito obrigado do coração...
Minha amiga pois os trocos são 7, fiz 47...
Beijocas e até breve...

Vana disse...

Linda msg!
Vim te avisar, que tem desafio para vc no meu blog, passa lá, bjokas mil!!

amo artesanato disse...

Olá Olivia um feliz dia da Mãe pra você, que Deus a abençoe muitooooo.

Um grande beijo


Maria Helena

Graficos ponto cruz disse...

Oi minha querida, amo sempre passar por aqui, continuo na correria, mas nao podia deixar de dar uma espiadinha aqui nao é?! Amei essa toalha aqui em baixo, super delicada, preciso criar tempo pra fazer uma pra mim.
Beijocas
Bell

Linda disse...

O poema é lindo mas eu acho que uma mãe é que nunca deve ver um filho partir - isso é que é contra as leis naturais.
Beijinhos